Meu Amor e amores

  Aos seis anos estava andando na rua com com a minha prima e enquanto acabava com uma caixa inteira de Bis, me fez uma aposta: até os seus dezoito anos você não vai chegar a ter algo concreto com ninguém. Eu não devia ter levado tão a sério, mas levei. Levei até demais. Sempre me prendi em relação ao mundo, filtrando tudo que penso ou posso chegar a sentir. Não pela aposta obviamente, e sim por uma barreria inconsciente que eu sempre criei ao longo dos anos por medo do mundo me machucar.
 Me irrita as vezes a forma com que eu me importo com você. Eu não deveria me preocupar tanto, não sou assim. Eu tô lá importando com o que fulano ou ciclano estão fazendo? Não. Sou aquela que fica no meu canto vendo vídeos aleatórios no youtube e vez ou outra, tem certos gatilhos que acaba por ter pessoas aleatórias vindo a mente, mas com você é diferente, sei lá.


    Foto bem nada a vê, mas com uma história louca. No dia que tirei ela, eu finalmente passei em alguma coisa

 Nunca fui o tipo de pessoa que insiste, geralmente as pessoas que falam que eu estou sumida, mas só estou vivendo no meu canto e tempo próprio (que sinceramente é muito aleatório). Tenho meus momentos, sabe? Deve ser por isso que sou taxada de seca, as vezes só não estou afim de conversar.  Não achei que iria me apaixonar por você. Lembro de uma vez que fomos comprar yourgute de pêssego no supermercado da esquina juntos. Eu fiquei com um bigodinho, comecei a rir muto, você olhou bem nos meus olhos e disse que era charme. Eram dois bons amigos criando memórias legais. Naquele momento, jamais ia pensar que você se tornaria o que é para mim agora. 
  Essa é uma palavra que me doí: "tornar". No passado jurava que isso não iria acontecer nunca. Sou daquelas que as pessoas criam o ideal de que não se importa, sério, embora não saiba demonstrar da maneia correta, e eu estou demonstrando demais. Isso me irrita.
 Sempre levei o fato de demonstrar sentimentos como uma fraqueza. Faz sentido isso? A forma que me construí foi assim e sempre que estava prestes a sentir alguma coisa, me previa a todo custo para não me machucar no futuro. E agora que eu parei de me proteger é que isso de fato acontece. As vezes me pego magoada por coisa muito ridículas que em dias normais eu não me importaria.
 Sentir doí. Se importar doí. Esperar algo das pessoas doí. Mas bem lá no fundo, eu gosto disso. Eu gosto de me sentir assim por você. Acho que você vale isso. Você vale muito, e com certeza minha importância é uma delas.





I’m sure we’ll meet in the spring
And catch up on everything
I’ll say I’m proud of all that you’ve done
You taught me the ropes, and you taught me to love




0 Comentários

Postar um comentário

Eu fiz esta postagem com muito amor e carinho, e gostaria muito que dividisse sua opinião, mas tenha bom senso! pelo menos leia o post. Clique na opção "Notifique-me" para saber quanto te responder! ♥

@thayline.jpg