A História do Meu Cabelo: Botox, Progressiva, Transição...

agosto 11, 2018


Eu aos 5 anos

 Sempre achei meu cabelo algo louco. Foi ai que entre brisas percebi quantas mudanças já passei e o quanto ele tinha história. E o mais louco de tudo: estou passando por transição capilar e nem sabia.

 Quando nasci, tinha cabelo ondulado e cheio de cachinhos, e assim fiquei por alguns anos, até que começou a clarear para castanho escuro, e até loiro em um período.


  Sempre fui alguém influenciável, e desde cedo a sociedade me martelava com "cabelos lisos são padrões e lindos", foi assim que após ver o cabelo de colegas, cheguei a conclusão que queria meu cabelo assim. Liso, o bonito, o ideal.
 Com 5 anos quis cortar o cabelo, já que na minha cabeça, quando se cortava o cabelo ele ficava liso (tinha 5 anos, ora) e cortei meu cabelo. Os caixinhos mudaram, meu cabelo ficou meio desregulado com esse corte extremo (do fim das costas ao ombro) sofri muito e tive um arrependimento para toda a minha vida.
  Até meus 10 anos mantive o cabelo grande, foi ai que decidi cortar realmente, mudar os ares, já que não me identificava com meu cabelo. Lá se foi meu cabelo até a orelha.
  Com 11 anos me meti em uma crise existencial grande: "que tal alisar seu cabelo?" Falavam, o tempo todo e em todo lugar. Não segurei a pressão e lá se foi minha primeira progressiva.
 No início achei uma maravilha: a escova havia se tornado quase irrelevante e o cuidado com ele quase inexistente. E assim foi mais outra progressiva aos 12, e outra, e outra...
 Foi no meio de 2016 que percebi que não era mais o mesmo. Estava seco, ressecado e ralo. Decidi recorrer a uma coisa que conheci naquele ano e havia achado um máximo: botox capilar. "É tipo uma hidratação que dura muito!" - a cabeleireira me disse, para mim aquilo cumpria todas minhas necessidades. Fiz e adorei na primeira vez, tanto que fiz outra.
 Eu não sabia que havia 2 tipos de botox: o de progressiva e o normal. Na terceira vez, como não especifiquei, fizeram o botox progressivo no meu cabelo, e isso me machucou mentalmente, já que pensava que estava me livrando daquilo, e me iludindo que o que estava fazendo não era química.
 Então, no meio de 2017 cheguei a conclusão que aquela não era eu, e que não sabia como ele era de verdade. Sabe o que é olhar no espelho e não se identificar? "Eu não vou mais mexer no meu cabelo" pensei.
  E desde então parei com tudo. Progressiva, botox...
 Fiz um corte grande no meu cabelo no final de 2017 e venho mantendo ele no ombro, com a esperança de tirar a química.
  Foi por uma amiga que descobri que o que estava fazendo existia e que era conhecido como transição capilar. Na minha cabeça, isso era apenas para cacheadas completamente, e não, é pra todo mundo!
 Atualmente não tem tanta diferença visivelmente (já que fiz muita química na franja), mas no fundo eu consigo ver as ondinhas e isso me enche de felicidade! E estou tentando, aliás, é o importante, né?

Meu cabelo atualmente com um penteado simples. (sem efeito nenhum)

 E é essa a história do meu cabelo! Gostaram? Querem mais posts a respeito?
Beijão!

Você Pode Gostar:

4 Comentários ♥

comentário(s) pelo facebook:

  1. Nossa menina que história ein kkk nunca fiz botox mas ja pintei inúmeras vezes, e seu cabelo é linda menina continua com ele assim. Beijos!!

    https://avidaemepisodios.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simm kk bastante coisa. Muito obrigadaa ❤ Beijão!

      Excluir
  2. Que história ein! Mas é sempre bom passarmos pelas transições para chegarmos ao resultado esperado 😌

    ResponderExcluir

Eu fiz esta postagem com muito amor e carinho, e gostaria muito que dividisse sua opinião, mas tenha bom senso! pelo menos leia o post. Clique na opção "Notifique-me" para saber quanto te responder! ♥